4 de abr de 2012

Lembranças da Vida

Em um dia chuvoso, sentei em minha cama, e olhava a chuva caindo.
A chuva me faz lembrar de muitas lembranças, saudades.
Ás vezes, penso que não tenho ninguém, que estou sozinha no mundo,
mas lembro de recordações que guardei em uma caixa.
Deito em minha cama, e abro-a. Cada vez que pego em uma carta, choro.
De repente, pego uma carta amassada e quase rasgando, abro-a,
começo a ler a carta. Era um antigo amor que já tive. Comecei a chorar, mas dessa
vez desesperadamente, junto com o meu travesseiro. Lembro o dia em que te deixei.
Foi como se me atirasse no meio do oceano. Me senti sozinha. Peguei meu guarda-chuva,
e fugi, para não ficar mais triste do que eu já estava. Tudo parecia perdido. Sentei na calçada,
e começei a chorar. Foi aqui que você chegou, foi o único que me fazia sorrir, conseguiu abrir
meu coração, e esqueçer meu antigo amor. Você me fez acreditar que amor de verdade existe
mesmo.Sem você tudo estaria perdido. Agora vejo a chuva passar, e lembro de você, só  de
você, como se fossem só eu e você no mudo. Saio de casa, deito na grama molhada do jardim,
e tomo chuva, pensando que você estará por perto quando eu estiver triste e feliz. A chuva me faz
sentir que você está por perto.

Gente, esse foi meu primeiro texto, então se não tiver ficado muito bom desculpa! Beijos

2 comentários :

  1. Lindo texto, você escreve muito bem para o primeiro texto!
    http://delirios-degarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir